Congelamento de espermatozoides

Congelamento de espermatozóides

cong-espermtozoideUm dos procedimentos mais antigos na área de Biomedicina é a criopreservação seminal, que nada mais é do que o congelamento do sêmen para utilização posterior. No Brasil, existem bancos de sêmen que funcionam já há décadas.

É indicado em casais em tratamento, quando não é possível que ambos estejam presentes durante o ciclo de tratamento, por exemplo, quando o parceiro viaja muito e consequentemente poderá estar longe no momento exato necessário.
Também é indicado para pacientes que tenham desejo de fazer a vasectomia porém gostariam de preservar seus espermatozoides para uma futura gravidez.
Pacientes com diagnóstico de câncer, antes de iniciar tratamento com radioterapia ou quimioterapia, podem preservar sua fertilidade congelando seu semen.
A técnica é simples. Inicialmente avalia-se a qualidade seminal através de um espermograma. Não havendo anormalidade que necessite de tratamento, colhe-se o material em laboratório especializado por meio de masturbação, ou, se não for possível, por punção de epidídimo ou testículo. Depois da coleta, capacita-se o semen e faz-se o congelamento. Uma parte da amostra do sêmen é separada para análise. O restante é diluído numa substância protetora.

O semen congelado não tem data de validade.

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?